Agilidade

Agilidade: o que é e quais os benefícios de adotá-la

Uma das principais mudanças nos negócios do século 21 foi o comportamento do cliente. Ele está cada vez mais conectado e quer ser visto como único, ser atendido de forma personalizada, rápida, transparente e contínua, independente do canal.  

Além de estar cada vez mais ligado em tecnologia, o cliente do século 21 é exigente. Ele dá valor à experiência e ao bom atendimento. Além de ser um gerador de conteúdo. Ou seja, sua opinião pode ter impacto na reputação de empresas e marcas. 

Mas como isso influencia nos negócios? Cada vez mais, empresas que achavam que seu mercados eram intactos, perdem para quem entendeu melhor esse cliente. Na prática, a combinação de novas tecnologias e técnicas organizacionais permite que elas entreguem produtos e serviços quase sob medida. Isso potencializa a conquista de resultados incríveis. 

O cliente do século 21 é mais exigente

Foi nesse contexto  de mudança no comportamento do cliente que as empresas começaram a trazer mais, em suas pautas estratégicas, o conceito de agilidade. 

Mas, afinal, o que significa isso? Segundo a associação Agile Alliance, agilidade é “a capacidade de criar e responder às mudanças para ter sucesso em um ambiente incerto e turbulento”. Nada mais atual, né? 

No mundo dos negócios e da tecnologia, ser ágil é como se liquefazer. Significa ser capaz de se moldar e adaptar-se rápido a novas condições e mudar sua direção. Também é ter a capacidade de transformar objetivos em resultados.  

A agilidade nas empresas

Para se manter no jogo, empresas tradicionais têm que se conectar com a sua essência e traçar novas estratégias. Agora, elas devem levar em conta as perspectivas dos clientes. Também têm que pensar novos modelos de negócio, de gestão, de estrutura organizacional, processos e ferramentas de trabalho. Para isso, podem contar com a agilidade. 

Por muito tempo a agilidade vem sendo fortemente aplicada na área de tecnologia, porém, seus benefícios são para todos. Por isso, cada vez mais pessoas e empresas estão entendendo que esta é uma boa forma para conquistar e acelerar resultados. 

Além disso, a agilidade é ampla. Quer dizer que as empresas podem adotá-la nos níveis estratégico, tático e operacional, e em setores como jurídico, marketing, gestão de pessoas e comercial. E mais: você também pode aplicar conceitos de agilidade à sua vida pessoal. 

É porque, antes de tudo, a agilidade é um modo de pensar. Veja como funciona no gráfico abaixo:

A agilidade evoluiu com o passar dos anos. Conheça as três ondas:

Agilidade ainda é novidade fora da tecnologia

Apesar de estar crescendo, ainda são poucas as empresas que usam práticas ágeis. Mas os desafios não param por aí. Mesmo quem já aderiu a ele, não usa todo o seu potencial. 

De acordo a edição a 14ª State of Agile Report, que é a pesquisa Agile mais antiga e citada no mundo, a agilidade ainda está restrita às áreas de tecnologia e operações. Mas a noção de que ela deve estar em todos os setores está se consolidando. 

Por isso, cada vez mais, empresas devem experimentar a agilidade além da tecnologia. Isso porque, mais do que uma tendência, a agilidade é um indicador de qualidade. 

Veja as principais razões para adotar a agilidade, quais os seus benefícios e como medir seu sucesso, segundo a 14ª State of Agile Report: 

Por que adotar a agilidade nas empresas?

Quais os benefícios da adoção de práticas ágeis?

Como se mede o sucesso da agilidade?

Como mostra o gráfico, a satisfação do cliente é o principal indicador de sucesso da metodologia ágil. É por isso que nós, da Comunidade de Agilistas da Hype, estamos prontos e dispostos a ajudar, compartilhar e aprender juntos. Queremos ser uma empresa com foco no cliente, e que cria valor de ponta a ponta. 

Referências:
 https://www.scienceforsport.com/agility/

%d blogueiros gostam disto: